Você está na IBAJAP!!!

FAÇA PARTE TBM DO NOSSO BLOG. SEJA UM SEGUIDOR.

19/07/2010

Tá dando Onda...


A Juventude IBAJAP está com uma nova proposta de programa. Venha participar da programação temática nesse domingo (28/07). O tema escolhido foi " ONDA", e quem conduzirá a programação será o irmão Érico.

Venha ficar com Cristo na crista da onda!!!

Um comentário:

CLAUDEMIR disse...

DA FICÇÃO PARA O REAL (Claudemir). O filme “A onda” [The wave][1] tem início com o professor de história Burt Ross explicando aos seus alunos a atmosfera da Alemanha, em 1930, a ascensão e o genocídio nazista. Os questionamentos dos alunos levam o professor a realizar uma arriscada experiência pedagógica que consiste em reproduzir na sala de aula alguns clichês do nazismo: usariam o slogan “Poder, Disciplina e Superioridade”, um símbolo gráfico para representar “A onda”, etc. O professor Ross se declara o líder do movimento da “onda”, exorta a disciplina e faz valer o poder superior do grupo sobre os indivíduos. Os estudantes o obedecem cegamente. A tímida recusa de um aluno o obriga a conviver com ameaças e exclusão do grupo. A escola inteira é envolvida no fanatismo d’A onda, até que um casal de alunos mais consciente alerta ao professor ter perdido o controle da experiência pedagógica que passou ao domínio da realidade cotidiana da comunidade escolar. O desfecho do filme é dado pelo professor ao desmascarar a ideologia totalitária que sustenta o movimento d’A onda , denuncia aos estudantes o sumiço dos sujeitos críticos diante de poder carismático de um líder e do fanatismo por uma causa. Embora o filme seja uma metáfora de como surgiu o nazi-fascismo e o poder de seus rituais, pode conscientizar os estudantes sobre o poder doutrinário dos movimentos ideológicos políticos ou religiosos. O uso de slogans, palavras de ordem e a adoração a um suposto “grande líder” se repetem na história da humanidade: aconteceu na Alemanha nazista, na Itália fascista, e também no chamado ‘socialismo real’ da União Soviética, principalmente no período stalinista, na China com a “revolução cultural” promovida por Mao Tsé Tung, na Argentina com Perón, etc. Ainda, recentemente, líderes neo-populistas da América Latina, valendo-se de um discurso tosco anti-americano, conseguem enganar uma parte da esquerda resistente a aprender com a história. Minha ótica: Sabe mano, estávamos cegos pelo pecado, mas Jesus nos trouxe das regiões das trevas para o reino da maravilhosa luz de Deus, que é o Seu Tão Grande Amor (Vide I Pd.2:9). Minha oração é que uma onda de avivamento e santidade arrebata muitos corações na UNIJOVEM (Que cá entre nós - tá tão bonita). Que o Espírito Santo permita a todos experimentarem uma visão mais aguçada dos propósitos de Deus para cada um de vocês (quer no individual, quer no coletivo). Há PODER no sangue de Jesus para reverter toda situação adversa e que muitas das vezes causa embaraço nos arraias do Povo de Deus. DISCIPLINA é um dos pilares que mantem as instituições militares. Na igreja não é diferente (nossa guerra não é contra carne ou sangue), pois também fazemos parte de um Exército Poderoso, o do Grande El Shadai! Que haja disciplina na dedicação ao serviço, no Estudo da Palavra (vide EBD) e na vida de Oração (pergunta ae, quantos já assistiram a pelo menos 1 culto de oração em 2010? Por último, encerro minhas considerações, alertando que no Reino de Deus, Jesus continua sendo o Cabeça, o Cara (Nunca o chame assim, se não tiver intimidade suficiente), o Nosso Grande Amigo! À Ele devemos submissão e gratidão, ao passo que devemos considerar nossos amados superiores a nós mesmos, mas por humildade (Fp 2:3). Sois Fortes manos! (I Jo.2:14). Abraço a todos!

SORRIA ! VC ESTÁ SENDO FOTOGRAFADO

SORRIA ! VC ESTÁ SENDO FOTOGRAFADO